Arte com Retângulos em Excel

Descubra como fazer figuras agradáveis com retângulos dispostos aleatoriamente e algumas linhas de código, em Excel – VBA.

Para traçar um único retângulo no VBA, utilizar o comando a seguir:

ActiveSheet.Shapes.AddShape(msoShapeRectangle, 50, 30, 50, 30).Select
Selection.ShapeRange.Fill.ForeColor.RGB = RGB(0, 0, 200)
Selection.ShapeRange.Line.ForeColor.RGB = RGB(0, 0, 0)

Este vai traçar um retângulo nas coordenadas (x,y) = (50,30), com largura 50 e altura 30. Cor azul escuro e contorno preto.

Mais uma linha, para dizer a transparência de 70% – isso para destacar a intersecção com cores diferentes.

Selection.ShapeRange.Fill.Transparency = 0.7

Se colocarmos tudo dentro de um loop for, sem aleatoriedade alguma, teremos um grid de retângulos.

For i = 1 To 12
 For j = 1 To 12
  ActiveSheet.Shapes.AddShape(msoShapeRectangle, 50 * j, 30 * i, 50, 30).Select
  Selection.ShapeRange.Fill.ForeColor.RGB = RGB(0, 0, 200)
  Selection.ShapeRange.Fill.Transparency = 0.7
  Selection.ShapeRange.Line.ForeColor.RGB = RGB(0, 0, 0)
 Next j
Next i

Já o resultado fica um pouco mais interessante se acrescentarmos alguma aleatoriedade na disposição e tamanho dos retângulos.

Isso pode ser feito utilizando a função Math.Rnd, que dá um número aleatório entre 0 e 1. No caso, a função mexerá um pouquinho na posição (x,y) e um pouquinho no tamanho (width, height).

For i = 1 To 12
 For j = 1 To 12
  ActiveSheet.Shapes.AddShape(msoShapeRectangle, 50 * j + 4 * Math.Rnd - 2, 30 * i + 4 * Math.Rnd - 2, 50 + 10 * Math.Rnd, 30 + 10 * Math.Rnd).Select
  Selection.ShapeRange.Fill.ForeColor.RGB = RGB(0, 0, 200)
  Selection.ShapeRange.Fill.Transparency = 0.7
  Selection.ShapeRange.Line.ForeColor.RGB = RGB(0, 0, 0)
 Next j
Next i

Algo curioso é que uma disposição totalmente aleatória ou totalmente ordeira fica menos bonita do que uma figura parcialmente ordenada, porém, com um grau de incerteza.

Podemos acrescentar uns blocos de cor amarela, sobrepostos aleatoriamente.

Finalmente, acrestamos mais alguns blocos azuis.

Não chega a ser um quadro de Mondrian, mas dá para brincar um pouco.

O mesmo pode ser feito com outras cores e outras doses de caos / ordem.

Para baixar a planilha, link: ArteRetangulos.xlsm

Confira a versão D3 – Javascript on-line em:

https://asgunzi.github.io/Arte-Retangulos—D3-JS/ArteRetangulos.html

Veja também:

https://ideiasesquecidas.com/

Exemplo de como não fazer um gráfico

Edward Tufte é um especialista em visualização de dados e tem excelente dicas. Vamos ilustrar com um exemplo do que não fazer:                                                                                                    

Erros:

– O título e os valores foram representados mais de uma vez, são redundantes

– Título com uma fonte rebuscada, sem necessidade alguma

– Duas casas decimais, sem necessidade

– Um gráfico elegante é o que tem a maior razão informação / tinta utilizada. As linhas horizontais e verticais do gráfico acima não contribuem em nada, assim como os eixos com valores na horizontal e vertical

– As cores estão colocadas aleatoriamente, não transmitem informação alguma

Informação demais, e redundante, atrapalha, é poluição visual.

Observe como o gráfico limpo, somente com o necessário, é muito mais agradável.

Vide outras dicas em:

O oráculo de fórmulas do Excel

Não tem a menor ideia de como escrever uma fórmula no Excel? Esqueceu o comando?

No site a seguir, podemos escrever textualmente o que desejamos, e o bot dá uma solução.

https://excelformulabot.com/

Um teste:

Infelizmente, é necessário escrever em inglês.

Pelo que a página indica, o projeto está em constante evolução… daqui a pouco, vai fazer planilhas inteiras!

Dica do velho amigo Maurício Cota.

Como desenhar organogramas no Excel

O Excel tem uma ferramenta bastante útil para desenho de organogramas.

Basta ir em Inserir -> SmartArt.

No popup que surgir, escolher Hierarquia. Há diversos tipos de organograma a escolher. A título de exercício, vamos no primeiro.

Na caixa à esquerda, podemos preencher as caixinhas com as posições que queremos, e via Enter e TAB, posicionar exatamente a hierarquia desejada.

Vide o exemplo para download.

Veja também:

Gráfico animado no Excel

É possível criar um efeito de animação, num gráfico de Excel, usando VBA.

O truque aqui é deixar o gráfico final criado, apagar os dados, e via VBA, colar cada número separadamente. Um problema possível pode ser atualizar rápido demais. A fim de dar tempo para atualizar, utilizar application.screenupdating = true, para cada iteração, ou mandar um comando doevents.

Efeito final:

Vide planilha em https://1drv.ms/x/s!Aumr1P3FaK7joCe9r2N_wg8nGIeT

Ideias técnicas com uma pitada de filosofia
https://ideiasesquecidas.com/

Veja também:

Como inserir cálculos na tabela dinâmica?

Dominar Tabelas Dinâmicas em Excel é uma habilidade extremamente útil.

Além das funcionalidades comuns, é possível fazer cálculos mais elaborados numa tabela dinâmica.

Primeiro, uma parte mais básica.

Dada uma tabela como a seguinte, selecionar a tabela -> Inserir tabela dinâmica. Há algumas opções a preencher, como o local a inserir a tabela dinâmica.

Podemos escolher os campos que irão nas linhas, nas colunas, e por default os valores são somados.

Um primeiro truque: é possível mudar a agregação para média, desvio padrão, máximo, etc. Clicar na seta relativa ao campo desejado e em “Configurações do campo de valor”, para uma lista de alternativas.

Exemplo: fazer a média do primeiro valor, e pegar o máximo do segundo.

Será que é possível fazer cálculos?

Por exemplo, quero fazer uma média ponderada 0,8*valor1 + 0,2*valor2. Uma forma é fazer na planilha, como uma coluna a mais. Outra forma é fazer direto na tabela dinâmica – a vantagem é não poluir ou manipular demais a informação inicial, e assim evitar erros.

Para fazer cálculos direto na tabela dinâmica:

Selecionar a tabela dinâmica e ir em “Analisar” -> “Campos, itens e conjuntos” -> “Campo calculado”

Escrever a fórmula, com apoio dos campos da tabela.

O campo calculado é como se fosse uma coluna nova na tabela original, e vai estar sujeito à mesma agregação e regras de uma tabela dinâmica comum.

Ideias técnicas com uma pitada de filosofia
https://ideiasesquecidas.com/

Preencha dados no Excel tirando uma foto

Segue uma dica que pode ser útil: é possível utilizar o Excel do celular para tirar uma foto de uma tabela e preenche-la numa planilha!

Enviado pelo amigo @Michael Wilker Moura, que é fera em Excel.

Fiz um teste. Quero escanear a seguinte tabela.

No Excel do celular, cliquei em Inserir -> Dados de imagens.

Vai aparecer uma caixa de revisão, onde podemos alterar números que vieram errados.

O resultado final não é perfeito: alguns zeros viraram a letra “o”, há linhas a mais. Mas, em geral, o scan foi feito corretamente e pouparia bastante trabalho de fazer manualmente.

Quem sabe, essa dica possa poupar algumas boas horas de trabalho de quem estiver precisando digitar informações em planilha.

Veja também:

https://ideiasesquecidas.com/

Como plotar o “Gráfico ternário” em Excel?

Primeiro, o que é isso?

É um gráfico na forma de triângulo, a fim de representar visualmente três dimensões  (eu também não conhecia o nome, o amigo Beto Bisogni me explicou).

Digamos que o ponto seja formado pelo trio (20%, 30%, 50%)

Nota: a soma dos três componentes deve dar 100%.

O gráfico a seguir vai mostrar o ponto, segundo as três dimensões de coordenadas.

Basta preencher os pontos a plotar, e clicar no botão. Macros deve estar ativadas.

O gráfico é simplesmente um gráfico de dispersão, com uma transformação dos pontos para ficar nesse formato triangular.

Vide planilha em

https://1drv.ms/x/s!Aumr1P3FaK7joA7TmAktJgKv14mN

Adaptado de: https://github.com/FrancoSivila/TernaryPlot

Ideias técnicas com uma pitada de filosofia
https://ideiasesquecidas.com/

Média, contagem, mínimo e máximo na Tabela Dinâmica

A Tabela dinâmica é um recurso extremamente útil, para análise de informações no Excel.

Seguem algumas dicas.

1 – Média, contagem, mínimo e máximo na tabela dinâmica

Suponha que eu tenha uma tabela de notas por aluno e por turma, que quero saber a nota média por turma.

Para criar uma tabela dinâmica, selecionar a tabela e Inserir -> Tabela dinâmica.

Vai aparecer uma caixa de diálogo assim.

A seguir, coloco a Turma nas linhas e a Nota em valores. Porém, por default, a tabela dinâmica vai trazer a Soma dos valores, e não a média.

É possível mudar a regra. Clicar na setinha do lado do campo de valor,  e em “Configurações do campo de valor”.        

Na tela de opções que surgir, escolher a média.

De forma análoga, é possível sumarizar os valores com contagem, máximo, soma, mínimo, etc.

É um bom truque para dominar.

2 – Atualizar tabela dinâmica

Quando o conteúdo da tabela muda, a tabela dinâmica não atualiza sozinha.   Manualmente, temos que clicar com o botão direito e mandar atualizar.

Via macro, uma forma de atualizar todas as tabelas dinâmicas é com o comando:
 
ThisWorkbook.RefreshAll
 
 
Aí é só executar a macro para atualizar as tabelas dinâmicas.
 

Facilite seu trabalho utilizando intervalos nomeados em Excel

(Escrita pelo amigo Rodolpho Conti Mazzo)

Nomear intervalos é um recurso poderoso do Excel: podemos tornar nossas planilhas mais organizadas, facilitar a utilização de fórmulas e até mesmo usufruir de recursos únicos ao trabalhar em conjunto com Power BI.

Se você usa Excel no dia-a-dia, já percebeu que o campo em realce mostra a célula selecionada. Entretanto, sua função vai muito além disso: ao selecionarmos uma célula ou intervalo, podemos escrever um nome nesta caixa de texto, armazenando essa seleção específica para uso posterior.

Após nomeado, o intervalo pode ser facilmente resgatado através do menu drop-down:

Esse intervalo pode ser utilizado nas fórmulas, evitando que precisemos selecioná-lo manualmente ao escrevermos uma nova fórmula:

Outra funcionalidade é resgatar informações para serem utilizadas no Power BI. No seguinte exemplo, suponha que precisemos resgatar apenas a seleção a seguir e não possamos alterar o arquivo de origem.

Ao importarmos diretamente a planilha no Power BI, tudo seria importado, e trabalhando dessa forma, caso os funcionários decidam por adicionar uma nova linha ou coluna, nossa importação poderá parar de funcionar. Uma maneira de contornar esse problema é nomeando a tabela no Excel.

Dessa forma, ao importarmos o arquivo Excel no Power BI, teremos acesso direto à tabela do exemplo, e essa técnica continuará funcionando mesmo se forem inseridas linhas ou colunas no restante da planilha.

Ideias técnicas com uma pitada de filosofia

https://ideiasesquecidas.com/