Como utilizar imagens nos marcadores de gráfico no Excel

No gráfico do Excel, selecionar o marcador que você quer colocar a imagem. Ir em opções de marcador, e tem uma opção lá que é imagem. Depois de selecionada, vai pedir para carregar uma imagem ou do computador, ou do banco de imagens da Microsoft.

Alguns exemplos:

Cuidados com Excel como banco de dados

O Excel não foi feito para ser um banco de dados completo. Seguem alguns cuidados.


Notação decimal

Se escrevermos =1E3 numa célula do Excel, ele vai entender que é notação decimal (10 elevado à 3), e vai transformar o conteúdo em 1000 (teste em qualquer planilha).

Porém, e se o conteúdo que quisermos armazenar for realmente a string “1E3”? Teremos que mudar o formato da célula, de geral para texto, o que é possível, porém, requer atenção.

O mesmo é válido para qualquer número nesse formato.

Datas

Se escrevermos 1/mar numa célula qualquer, o Excel vai entender que é uma data, 01/março.

E se quisermos armazenar a string “1/mar”, por algum motivo? O Excel vai entender errado, novamente.

Números grandes

Da mesma forma, um número grande vai ser descrito em notação científica – vamos perder precisão, se o objetivo for armazenar exatamente todos os dígitos.

Muitos dos erros são devido ao tipo de conteúdo – número (int, float), datas, strings,  etc.

Num banco de dados como o Access, temos que declarar o tipo da coluna em separado ao conteúdo, o que ajuda (mas não resolve totalmente) nesse tipo de problema.

Limite de linhas e colunas

Outro erro comum. O Excel antigo (até 2003) tinha 65 mil linhas – o que era suficiente na época, mas muito pouco hoje.

O Excel atual tem máximo 1 milhão de linhas e 16 mil colunas – e isso não é suficiente para um banco grande.

Um erro possível é truncar linhas de um banco de dados, e trabalharmos com menos informação que existe de verdade.

Caso: banco de genomas

Pode parecer improvável, mas é possível errar muito sem essas noções.

Estudo: 20% dos papers de genômica tinham algum erro de Excel.

Bases de genoma têm siglas esquisitas, como SEPT2 – que facilmente pode virar 2 de Setembro!

Report Finds Microsoft Excel Causes Errors in 20 Percent of Genomics Studies | Mental Floss

Erros de arredondamento

Quanto é 0,5 – 0,4 – 0,1?

Claramente, é igual a zero.

Coloque =0,5 – 0,4 – 0,1 no Excel, e vai dar zero.

Porém, uma pequena modificação (multiplicar por 1) e vai dar -2.77E-17

=(0,5 – 0,4 – 0,1)*1

Ou seja, -2,77 elevado a -17. Um número pequeno, mas não zero.

Isso ocorre devido à erro de arredondamento, na representação do número em binário.

Aliás, esse não é um privilégio do Excel. Em Python e outras linguagens também acontece.

Ou seja, cuidado ao utilizar o Excel como banco de dados.

(Inspirado em trechos do livro Humble Pi, sobre erros matemáticos em geral)

Link da Amazon: https://amzn.to/3O27yjx


Visualização da semana

Veja também:

https://ideiasesquecidas.com/

Exemplo de como não fazer um gráfico

Edward Tufte é um especialista em visualização de dados e tem excelente dicas. Vamos ilustrar com um exemplo do que não fazer:                                                                                                    

Erros:

– O título e os valores foram representados mais de uma vez, são redundantes

– Título com uma fonte rebuscada, sem necessidade alguma

– Duas casas decimais, sem necessidade

– Um gráfico elegante é o que tem a maior razão informação / tinta utilizada. As linhas horizontais e verticais do gráfico acima não contribuem em nada, assim como os eixos com valores na horizontal e vertical

– As cores estão colocadas aleatoriamente, não transmitem informação alguma

Informação demais, e redundante, atrapalha, é poluição visual.

Observe como o gráfico limpo, somente com o necessário, é muito mais agradável.

Vide outras dicas em:

Use imagens dinâmicas no Excel

No Excel, existe uma função secreta que nos permite criar imagens dinâmicas de planilhas, gráficos e outros elementos das planilhas.

Para habilitá-la, seguem os passos:

Agora, com a função câmera habilitada, basta utilizar de acordo com os passos a seguir.

  1. Selecione um intervalo
  2. Clique no ícone de câmera que foi habilitado na barra de menu
  3. O cursor se tornará uma cruz. Clique e arraste para dimensionar sua cópia.
  4. Está pronto! Toda vez que sua tabela, gráfico ou elemento de origem sofrer alterações, sua imagem será atualizada.
  5. Use sua imaginação para criar planilhas fantásticas. Você pode redimensionar e mover a imagem dinâmica com facilidade.

Uma vantagem desse tipo de método é que a imagem não fica com formato restrito às linhas e colunas do Excel.

Já usei esse tipo de técnica para criar dashboards.

(Escrito pelo brilhante amigo Rodolpho Mazzo)

O oráculo de fórmulas do Excel

Não tem a menor ideia de como escrever uma fórmula no Excel? Esqueceu o comando?

No site a seguir, podemos escrever textualmente o que desejamos, e o bot dá uma solução.

https://excelformulabot.com/

Um teste:

Infelizmente, é necessário escrever em inglês.

Pelo que a página indica, o projeto está em constante evolução… daqui a pouco, vai fazer planilhas inteiras!

Dica do velho amigo Maurício Cota.

Como fazer uma coluna calculada numa tabela dinâmica?

É possível calcular um valor com alguns números na tabela dinâmica e criar uma coluna auxiliar para fazer isso. Há um problema nesse processo: caso decida inserir uma nova coluna ou valor, esse campo calculado será sobreposto, ou então desconfigurado.

Eis a solução: quando uma tabela dinâmica é criada, podemos criar campos calculados (sem precisar criar campos adicionais na tabela original). Esses campos ficam disponíveis como novas colunas para serem inseridas na tabela dinâmica.

Segue exemplo:

Temos a tabela abaixo e queremos analisar de forma dinâmica:

Para isso, basta criar uma tabela dinâmica e configurar os campos.

Vamos supor que uma dessas configurações seja o valor total (representado pela multiplicação da Quantidade pelo Valor). Para realizar esse processo, basta clicar em Analisar > Campos, Itens e Conjuntos > Campo Calculado:

Automaticamente uma janela abrirá. Nessa nova janela, basta dar um “Nome” ao campo que você deseja realizar o cálculo e criar a fórmula.

Na fórmula podemos utilizar as fórmulas do Excel – no lugar das células que vamos calcular inserimos os “Campos” da tabela dinâmica.

Feito esse processo, basta clicar em adicionar e o campo estará disponível para visualização:

Basta configurar a tabela da forma que atenda a sua necessidade e pronto: agora você tem um campo calculado sem precisar criar colunas adicionais ao lado da tabela dinâmica.

(Dica enviada pelo amigo Guilherme Lessio).

Como desenhar organogramas no Excel

O Excel tem uma ferramenta bastante útil para desenho de organogramas.

Basta ir em Inserir -> SmartArt.

No popup que surgir, escolher Hierarquia. Há diversos tipos de organograma a escolher. A título de exercício, vamos no primeiro.

Na caixa à esquerda, podemos preencher as caixinhas com as posições que queremos, e via Enter e TAB, posicionar exatamente a hierarquia desejada.

Vide o exemplo para download.

Veja também:

Ocultar e Reexibir no Excel

Um princípio para um bom design é o de reduzir. Reduzir fisicamente o tamanho, esconder (como um menu no computador que se recolhe quando não utilizado), agregar mais valor à mesma funcionalidade (ex. ao invés de ter dois botões para dois processos subsequentes, unificar no mesmo).

No Excel, é muito fácil Ocultar / Reexibir linhas e colunas, e também abas das planilhas.

Para ocultar uma coluna toda, basta selecionar a coluna (ou a linha), clicar com o botão direito do mouse e escolher “Ocultar”.

Para reexibir, selecionar as colunas quem contém a coluna oculta, clicar com o botão direito, e “Reexibir”.

Para ocultar uma aba inteira, clicar com o botão direito no nome da aba, e selecionar “Ocultar”.

Para reexibir, clicar com o botão direito do mouse em qualquer nome de aba aberto, e escolher “Re-exibir”.

“Simplicidade é sobre retirar o óbvio e adicionar o que faz sentido” – John Maeda

Veja também:

https://medium.theuxblog.com/the-laws-of-simplicity-ed6fa92c7bc6

Alinhar shapes

Montando apresentações, ou no Excel mesmo, é muito útil saber alinhar corretamente os elementos do ppt.

Digamos que eu tenha os seguintes elementos a alinhar.

O comando para alinhar é Formatar -> Alinhar.

No caso, foi feito alinhamento pela parte superior, mas há várias opções para alinhar: pelo meio, pela parte inferior.

A seguir, ir em Formatar -> Alinhar-> Distribuir horizontalmente.

E aí, teremos os shapes perfeitamente alinhados e distribuídos.

Para a figura abaixo, o método foi alinhar à esquerda e distribuir verticalmente.

Dessa forma, teremos figuras alinhadas para a apresentação!