Pequena rotina de criptografia

A criptografia existe desde a Roma antiga, pelo menos.

A forma mais básica de codificar / decodificar uma mensagem é com uma cifra de substituição simples.

Por exemplo, transformo a em w, b -> x, c -> y,

Segundo a tabela abaixo.

Exemplo:

“contar” -> “ykjpwn”

E para decodificar, fazer o oposto:

“ykjpwn” -> “contar”

Desafio: criar uma rotina que codifique/decodifique uma frase qualquer.

A minha resposta está no arquivo aqui.

Basta ativar macros e rodar. A macro faz exatamente o que a gente faria manualmente: para cada sílaba, procura na tabela qual o símbolo correspondente, e substitui.

Uma curiosidade. Tem um conto de Sherlock Holmes, chamado “o caso dos dançarinos”.

O detetive recebeu uma mensagem cifrada, com figuras de dançarinos. É a mesma lógica do desafio proposto, cifra de substituição simples.

Para quebrar o código, Holmes fez uma contagem dos símbolos. O dançarino que mais aparecia seria provavelmente o “E”, letra mais frequente em inglês. A seguir, o segundo símbolo mais frequente seria o “E”.

E assim sucessivamente, ele foi deduzindo as letras até decodificar a mensagem.

xkw pwnza lwnw pkzko!

Um comentário sobre “Pequena rotina de criptografia

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s