Esquerda, direita e o infinito

O Excel tem funções para manipulação de strings que podem ser bastante úteis para a manipulação de dados.

As mais fáceis são os comandos “esquerda” e “direita”.

Por exemplo, temos uma lista de placas no formato “ABC1324”. Queremos separar as letras dos números.

Vamos utilizar a função “esquerda” para retirar as strings à esquerda, e a função “direita” para retirar as strings à direita, conforme o próprio nome indica.

A função esquerda precisa de dois parâmetros: a string original, e o número de caracteres a extrair. No caso, queremos 3 strings na função esquerda, e 4 na função direita, chegando

Dica aleatória: em fórmulas -> Mostrar fórmulas, é possível visualizar as fórmulas na planilha, ao invés dos valores.

Mas, e se eu quiser extrair uma informação no meio do texto, e não à esquerda ou direita?

A função “ext.texto” pode fazer isso. Ela tem três parâmetros: a string original, a posição de início que quero extrair e o número de caracteres.

Digamos que eu queira extrair a última letra da placa e os dois primeiros números. Em “ABC1324”, o “A” equivale a posição 1, “B” posição 2, etc.

StringABC1324
Posição1234567

Portanto, =EXT.TEXTO(“ABC1324”;3;3) equivale a “C13”.

Vide planilha anexa.

O comando Ext.texto pode ser utilizado para resolver o código anterior.

Relembrando, era para decifrar o código :

011110000001001011100011001001011100100110100011110000001110000010000010000000010110001101000010000000100001010000010011101010000100000011010000101111

Segundo a tabela:

Uma forma de fazer isso é notar que a string codificada tem sempre 5 dígitos, e, portanto, a posição de início da string será 1, 6, 11, etc…

A seguir, utilizar a função Ext.texto, referindo-se à string codificada, a posição de início da tabela acima, e com tamanho de 5 caracteres.

Dessa forma, é possível “picotar” o código em pedaços de tamanho 5, e daí, fazer um procv simples para verificar qual é a string equivalente.

A resposta final é “o infinito na palma de sua mão”, em referência a alguns versos de William Blake:

“Ver um Mundo num Grão de Areia

E um Céu numa Flor Silvestre,

Ter o Infinito na palma da sua mão

E a Eternidade numa hora.”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s